Dedetizadora D.D Raio - Controle de pragas | Atendemos toda São Paulo, capital e Grande São Paulo | Atendimento: 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Dedetizadora D.D. Raio Dedetização e Controle de Pragas
Central de Atendimento Dedetizadora D.D. Raio

Controle de Pragas: Pulgas


Controle de Pragas Pulgas Dedetizadora D.D. Raio Dedetização de Pulgas

As pulgas são ectoparasitos de aves e, principalmente, mamíferos, causam grande incômodo ao homem quando infestam o ambiente. Há cerca de 2.500 espécies de pulgas em todo o mundo, distribuídas em 16 famílias, sendo as famílias Pulicidae e Tungidae as mais importantes na área de controle de pragas.

Descrição e biologia

Os sifonápteros medem de 1 a 3 mm de comprimento, corpo comprimido (achatado lateralmente) facilitando sua locomoção entre os pêlos do hospedeiro, e apresentam coloração marrom-avermelhada. A cabeça é curta e não destacada do corpo, as antenas curtas e os olhos são reduzidos ou ausentes. Asas ausentes e pernas saltatórias, as posteriores são maiores, adaptadas para movimentos rápidos e pulos há longas distâncias. Apresentam na cabeça e tórax fileiras de cerdas chamadas pecten, importantes para a separação das espécies. Preferem ambientes úmidos e não muito quente. Alimentam-se do sangue do hospedeiro, mas somente os adultos sugam o sangue. As larvas alimentam-se de sangue seco eliminado pelas pulgas adultas no ambiente. Uma pulga alimentada vive até 500 dias, não alimentada até 125 dias.

Ciclo de vida

A reprodução das pulgas é sexuada. São holometabólicos, ou seja, seu ciclo de vida compreende as fases de ovo, larva (3 ínstares), pupa e adulto. As fêmeas colocam de 300 a 400 ovos e somente após a sucção de sangue. Esses ovos podem ser depositados no hospedeiro, ninho ou chão, e eclodem após 2 a 16 dias. O período larval dura de 12 a 30 dias; formam um casulo pegajoso, onde se transformam em pupa do tipo livre (ficam aderidas ao ambiente). Após 7 a 10 dias, emerge o adulto.

Principais espécies e danos

Além do desconforto ao homem e aos seus animais domésticos, as pulgas também transmitem viroses, vermes e doenças causadas por bactérias (peste bubônica, tularemia e salmonelose), pois podem variar de hospedeiro. Podem ocorrer grandes infestações, já que as larvas escondem-se em locais protegidos da luz, como frestas de assoalhos; sob almofadas de poltronas e sofás; bordas de colchões; base de tapetes e carpetes, etc.

PULGA-DO-RATO O principal hospedeiro é o rato-urbano. Também pode atacar outros mamíferos e o homem. Principal agente transmissor da Peste Bubônica, doença epidêmica contagiosa (quase fatal), que causa manchas escuras na pele e hemorragias internas.

PULGA-DO-CÃO Infesta tanto cães quanto gatos, podendo picar rato, outros animais e o homem. Substituiu a P. irritans e tornou-se problema por infestar animais domésticos. Mais comum em regiões de clima frio. Sua principal característica é possuir uma sutura (prega) dupla no 2º segmento do 3º par de pernas.

PULGA-DO-GATO Também atacam o homem e vários outros animais. Capaz de transmitir doenças ao homem, além de provocar alergia. Mais comum em regiões de clima quente.

PULGA-DO-HOMEM Podem sugar outros hospedeiros, como suínos, cães e gatos e, raramente, ratos. Sua ocorrência é maior em casas muito velhas. Era a espécie principal do homem por habitar principalmente seus ambientes, mas está quase totalmente erradicada.

BICHO-DE-PÉ Esta espécie é mais comum nas zonas rurais. A fêmea fecundada penetra na pele do homem e de outros animais, causando forte coceira e ulceração. Adquire-se andando em áreas infestadas, como currais, chiqueiros e praias.