Dedetizadora D.D Raio - Controle de pragas | Atendemos toda São Paulo, capital e Grande São Paulo | Atendimento: 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Dedetizadora D.D. Raio Dedetização e Controle de Pragas
Central de Atendimento Dedetizadora D.D. Raio

Especializados em Dedetização


A Dedetizadora D.D Raio é especializada em Dedetização, Descupinização, Desratização, Higienização de Caixas/Reservatórios de Água e controle de mosquito da dengue, mosquito Aedes aegypti. Nasceu da necessidade e exigência dos clientes por serviços de qualidade em controle de pragas, qualificação técnica, onde conceitos como eficiência, pontualidade, garantia profissionais capacitados, custo x benefício e uma sistemática assistência fossem determinantes nos serviços de Dedetização, Descupinização, Desratização, Higienização de Caixas/Reservatórios de Água e controle de mosquito da dengue, mosquito Aedes aegypti.


Ciente de todas estas variáveis, a Equipe D.D. Raio Dedetizadora tem estratégias de controle de pragas para cada situação onde as ações de combate a cupins, brocas, baratas, roedores, formigas, pulgas, traças, moscas, escorpiões, aranhas, entre outras pragas, são cuidadosamente analisadas, pesquisadas, e posteriormente combatidas para que haja sucesso total e satisfação do cliente, se tornando uma das melhores empresas de dedetização/dedetizadora de São Paulo e região.


A Dedetizadora D.D. Raio trabalha com produtos biodegradáveis, de baixa toxidade e que não agridem o meio ambiente. Todos os produtos são autorizados pela ANVISA e Ministério da Saúde. É uma empresa atuante em São Paulo com profissionais altamente qualificados (para efetuar trabalhos de Dedetização, Descupinização, Desratização, Higienização de Caixas/Reservatórios de Água e controle de mosquito da dengue, mosquito Aedes aegypti), experientes e dedicados a prestar um ótimo atendimento, com soluções de produtos e serviços específicos para cada segmento, sendo Residências, Condomínios, Clubes e Associações, Empresas Privadas e Públicas. A identidade da D.D. Raio Dedetizadora se sustenta em quatro pilares fundamentais:


Agente etiológico: o vírus do dengue é um arbovírus (vírus transmitido por artrópodes) pertencente à família Flaviviridae que inclui aproximadamente 70 vírus, sendo que cerca de 30 causam doenças ao homem. Alguns exemplos desta família incluem os vírus da febre amarela, Encefalite do Oeste do Nilo, Encefalite de St. Louis, Encefalite Japonesa e Rocio. São conhecidos 4 sorotipos de vírus causadores de dengue, classificados como: 1, 2, 3 e 4. .


Vetores: são mosquitos culicídeos do gênero Aedes. A principalespécie transmissora é Aedes aegypti embora outras espécies comoAedes albopicutus, Aedes scutellaris e Aedes polyniensis tenham sido implicados principalmente na Ásia e na Oceania. Nas Américas não se verificou, até o momento, transmissão de dengue nas áreas em que se constatava a presença apenas de Aedes albopictus. A fonte de infecção e o hospedeiro vertebrado é o homem, embora tenha sido descrito, tanto na Ásia como na África, um ciclo selvagem envolvendo macacos. Alguns fatores extrínsecos como chuva, temperatura, altitude, topografia, umidade, condicionam a sobrevivência desses vetores. É considerada espécie domiciliada, sendo que sua convivência com o homem é favorecida pela utilização de recipientes artificiais para o desenvolvimento de suas formas imaturas, condição ecológica que torna esta espécie essencialmente urbana.


Ciclo evolutivo: os mosquitos adultos não apresentam grandedispersão, os machos costumam permanecer próximos aos criadouros, onde ocorre o acasalamento. As fêmeas apresentam hábitos diurnos e para maturação dos ovos, praticam hematofagia, apresentando de dois a três ciclos gonotróficos durante a vida e podem ovipor de 100 a 200 ovos por vez. Após a eclosão dos ovos, passam por quatro estágios larvais e a fase final dedesenvolvimento aquático é representada pelas pupas. Em condiçðes ótimas, acredita-se que o período larvário pode completar-se em 5 dias, ou estender-se por semanas, em condições inadequadas.


Transmissão: ocorre pela picada do mosquito infectado (fêmeas). Após a ingestão de sangue infectado, transcorre, no inseto, um período de incubação intrínseca que pode variar de 8 a 12 dias. Após esse período, o mosquito torna-se apto para transmitir o vírus e assim permanece durante toda sua vida.


Período de incubação: no homem, o período entre a picada infectante e o aparecimento de sintomas pode variar de 3 a 15 dias, sendo, em média, de 5 a 6 dias. Transmissão: ocorre pela picada do mosquito infectado (fêmeas). Após a ingestão de sangue infectado, transcorre, no inseto, umperíodo de incubação intrínseca que pode variar de 8 a 12 dias. Após esse período, o mosquito torna-se apto para transmitir o vírus e assim permanece durante toda sua vida.


Controle químico: consiste na aplicação de produtos químicos, de baixa a alta concentração nos locais de criação do vetor e em suas proximidades ou locais de abrigo e repouso, em doses previamente determinadas, para as diferentes técnicas e equipamentos utilizados, devendo ser executados por pessoal treinado. Basicamente, pode-se dividir o controle químico em duas modalidades: larvicida e adulticida.


Ética, Legalidade e Transparência
Atenção ao Cliente
Recursos Humanos
Tecnologia e Inovação